Arquivo mensais:dezembro 2015

wpid-dragon-ball-online-game.jpg

Use o segredo dos jogos para aumentar (e manter) seu faturamento

Não importa a sua idade , grau de instrução ou onde vive, muito Provavelmente já participou de alguma forma de jogo. Bolinha de gude ,futebol ,sinuca , video game, para citar apenas alguns exemplos , mostram como o jogo existe em diversos formatos , e que estão em toda parte.
E sabe qual um dos mercados que mais faturam na internet? O de jogos online. Este ano o faturamento foi de aproximadamente 80 bilhões de dólares (320 bilhões de reais).
Não resta a menor dúvida que nós,  seres humanos,  gostamos de jogos.

image

Mas por que os jogos fascinam tanto?
Além da diversão que proporcionam, os jogos ajudam a satisfazer nossa necessidade de superação,  de crescimento.  Atendem também a vaidade de alguns,  que querem mostrar que são os melhores,  ou que estão à frente dos outros em capacidade,  poder ou recursos. Este conjunto de fatores são responsáveis pelo sucesso astronomico da indústria de jogos.

Mas, e daí  Carlos, eu não fabrico nem vendo video games, por que devo me interessar pelo interesse das pessoas por jogos?

Bom, tenho uma boa notícia para você : Mesmo sem trabalhar diretamente com  jogos, você e sua empresa podem se beneficiar do poder de atração dos jogos. E a palavra mágica que lhe dará acesso  a este poder é GAMEFICAÇÃO.

Gameficação é a aplicação de estruturas, mecânica, conceito , princípios e até design de jogos em outros contextos que não são jogos. O objetivo de gameficação é produzir nas pessoas envolvidas nestes contextos as mesmas sensações e respostas provocadas por um jogo.

Sentiu o poder disto? Usando de forma inteligente esta estratégia,  você  poderá  fazer com que comprar seus produtos e se relacionar com sua empresa se torne como que um jogo , do qual as pessoas irão querer participar,  ou ‘jogar’, cada vez mais e mais.
Vou dar alguns exemplos de empresas que estão utilizando a gameficação com sucesso:

image

A Nike, ano passado, criou a pulseira FuelBand que literalmente pontua seus passos. Quanto mais você anda, ou corre, mais pontos você faz.
O resultado foi muito ineressante :  Várias  pessoas compraram as pulseiras e incentivaram seus amigos a comprar, pois assim poderiam competir com eles  para ver quem tinha feito mais pontos na semana. E muitos até mesmo adotaram o hábito saudável de fazer corridas, para terem mais e mais pontos. E para correrem, compraram tênis novos para combinar com as pulseiras.  Adivinha de qual marca?
Ganhou a Nike,  com a venda dos seus produtos,  e com o fortalecimento de sua marca, e os clientes,  que adotaram ou intensificaram bons hábitos.

image

Duolingo

Deste case posso falar com mais propriedade,  pois sou  ‘vítima’ da sua gameficação.

Desde adolescente sempre  fui apaixonado pelo idioma inglês.  Fiz cursos, comprei livros, estudei utlizando vídeos,  músicas,  sites, enfim, de todas as formas possíveis,  o que me levou a ter um bom domínio do idioma. Entretanto,  toda habilidade que  não é utilizada é perdida.  Então,  sempre que possível procuro estar praticando, o que não é muito fácil pois das pessoas do meu convívio atual, poucas falam inglês.

Esta situação mudou quando descobri um aplicativo fantástico  chamado Duolingo.
O aplicativo é  uma excelente ferramenta para você  aprender ou treinar diversos idiomas. O mais interessante é que você pode ‘conversar’ com o aplicativo,  no idioma escolhido,  para que ele avalie sua pronúncia.  E ele analisa o que você disse,   se você acertou ou errou, apontando até  mesmo quais palavras você  errou. Há  também  testes de escrita e de audição,  onde o aplicativo ‘fala’ e você tem que escrever exatamente o que ouviu.

Estes recursos , por si só,  já o tornariam um excelente aplicativo.  Mas o que fez com  que o aplicativo se tornasse um fenômeno  mundial,  com mais de 100 milhões de usuários em todo o mundo,  foi o fato dele ser totalmente gameficado. Isto mesmo, o criador do aplicativo adotou a gameficação como estratégia do produto, e isto tornou o aplicativo viciante. O sucesso do aplicativo é tão grande que até a Google se tornou sócia da Duolingo,  investindo nela 45 milhões de dólares .

A metodologia do aplicativo é aplicar testes diários,  com questões que exigem que o usuário fale, ouça,  escreva e também traduza. Toda vez que o usuário acerta uma questão ele ganha pontos,  ou bônus.  E o usuário pode usar os pontos ganhos para avaliar seu desempenho,  mas também para trocar por poderes ou brindes virtuais oferecidos pelo aplicativo.

image

O usuário pode configurar também o mínimo de pontos que ele tem que fazer diariamente, conforme seu  nível de aprendizado e tempo disponível.No meu caso, preciso fazer diariamente 50 pontos. Para isto faço 5 testes de aproximadamente 10 minutos cada . Em geral faço 2 de manhã,  1 a tarde e 2 à noite. Se por algum motivo não consigo fazer algum dos testes, ou não atinjo os 50 pontos,  além da frustração de não cumprir minha meta, o aplicativo diminui a quantidade de pontos já acumulados,  como forma de punição.  Isto me motiva ainda mais a fazer todos os testes do dia, e só em casos extremos não consigo fazer isto. E me sinto incomodado quando isto acontece. É  o poder da gameficação.

image

Imagine agora os seus clientes com o mesmo ímpeto em comprar seus produtos ou utilizar seus serviços,  não seria incrível? O que acha que aconteceria com seu faturamento se eles se sentissem mal ou ficassem com uma sensação de perda se  não comprassem pelo menos 1 vez na semana ou no mês?

Isto é possível.  Você também pode se beneficiar desta metodologia,  usando-a para fidelizar seus clientes atuais e atrair novos.

Mas como isto pode ser feito? A gameficação pode ser aplicada também nas vendas online? Não é complicado implantar isto?

A boa notícia é que vou te ajudar a gameficar seu negócio. No próximo post vou responder as perguntas acima ,e também disponibilizar uma ferramenta pronta de gameficação e com instruções de como utiliza-la. Aguarde.